QUEM SOMOS

 

Somos um grupo de profissionais liberais que resolveu doar parte de seu tempo e de sua destreza profissionais, para acudir pacientes carentes nas áreas mais distantes e isoladas do nosso país, especificamente na área das malformações congênitas da face, sendo a mais freqüente delas, a fissura labiopalatina, vulgarmente conhecidas como lábio Leporino e güela de lobo respectivamente. A Amazônia brasileira é a “cereja do bolo” do nosso país. Tem uma população encantadora, cuja carência na área na qual atuamos é muito grande.

Como cidadãos conscientes que somos, resolvemos dar a nossa pequena contribuição ao desenvolvimento sustentável desta região que obviamente passa pela saúde do seu povo. O paciente portador de fissura labiopalatina não ou mal operada: não tem alegria de viver. É vítima de “bullyng” e de discriminação social desde a mais tenra infância, seja pelo aspecto estético seja pela dificuldade de comunicação. A maioria dos integrantes do nosso grupo mora e trabalha na cidade de Bauru, Estado de São Paulo. Somos três médicos sendo um cirurgião Plástico, dois anestesiologistas, um dentista clínico geral e implantodontista , três enfermeiras, uma psicóloga, dois administradores de empresa, uma aeromoça, um programador de informática, uma secretária, uma técnica em enfermagem (Instrumentadora cirúrgica). Viajamos duas vezes por ano desde 2009, para a cidade do CAREIRO no interior do Amazonas, aonde a prefeitura local nos ofereceu as condições básicas de segurança para realizarmos as cirurgias do lábio e do palato no Hospital local, o Deoclécio de Sousa.

Infelizmente não podemos sair mais vezes e ir até outras cidades e atender um maior número de pacientes, pois como já dissemos anteriormente, somos profissionais liberais e como tal, dependemos do nosso trabalho para viver e as nossas EXPEDIÇÕES “FALA SORRISO” são 100% filantrópicas. Dependemos de doações e muitas vezes completamos com recursos próprios a viagem até Manaus. Daí por diante, a prefeitura da cidade se encarrega de transporte, hospedagem e alimentação para a equipe, que normalmente viaja em número de 8 indivíduos.

 

COMO TUDO COMEÇOU

 

A oportunidade de iniciarmos as Expedições filantrópicas da Associação FALA SORRISO na cidade do Careiro - AM veio de um convite que nos feito pela Sra. Neuzilena Macena, secretária do meio ambiente desta cidade, para que ali realizássemos cirurgias para correção de fissuras labiopalatinas, argumentando que lá havia muitos pacientes com esta deformidade facial, inclusive adultos que nunca tiveram a oportunidade de tratamento.

Convite aceito de imediato, a Sra. Neuzilena entrou em contato com o Prefeito da cidade, o Sr. Joel Lobo que logo abraçou a idéia e abriu as portas do seu município para que muitos pacientes pudessem se beneficiar da experiência de mais de 20 anos da nossa equipe no tratamento destas deformidades.

Cidade carente, orçamento apertado, combinamos com o prefeito, através da sua assessoria, que nós assumiríamos a viagem da nossa equipe até a cidade de Manaus (ida e volta), e que do aeroporto Eduardo Gomes em diante (transporte, alimentação e acomodação da equipe) a prefeitura se encarregaria de nos acudir, até mesmo porque não conhecíamos nada nesta região magnífica do nosso Brasil. Também ficou ao encargo da prefeitura local, providenciar a estrutura hospitalar, os materiais e medicamentos utilizados nas cirurgias, inclusive com anestésicos de última geração que garantem que o paciente não seja submetido a um risco maior do que aquele já inerente e esperado para o procedimento cirúrgico. E assim foi feito. Em algumas expedições Houve doações de fios de sutura pela Ethicon.

A equipe local de logística e de enfermagem do Hospital Deoclécio dos Santos se esforçam ao máximo para ajudar a nossa equipe, e consequentemente os pacientes.

Obviamente as condições estruturais do Hospital Deoclécio dos Santos (estadual) são precárias e derivam da sua história: daptado para servir de hospital, era um antigo hotel de BR . Ele carece de enormes melhorias, mas enquanto elas não vêm os pacientes não podem ficar à espera do quando. Resolvemos então enfrentar o desafio e levar a diante o projeto com condições mínimas de segurança para os pacientes.

Os resultados que temos obtido, tem sido extremamente positivos na vida dos pacientes submetidos a tratamento. Eles vêm não apenas da cidade do Careiro, mas de vários municípios da região alguns distantes 3 dias de barco de viagem como o município de Nhamundá.

A jornada para a nossa equipe chegar até a cidade do Careiro compreende um total de 12 horas, desde a saída de Bauru, espera pela conexão de vôos em aeroportos, a travessia do rio Negro, e finalmente a BR 319 que nos leva até o nosso destino.

Os pacientes ficaram sabendo da chegada da Expedição FALA SORRISO através da imprensa local.

 

 

Projeto Fala Sorriso - Todos os direitos reservados
Associação Filantrópica para Tratamento de Fissuras Labiopalatinas - CNPJ: 15.178.886/0001-35
contato@projetofalasorriso.com.br